O trabalho da Companhia Suspensa teve início no grupo de pesquisa “Sem os Pés no Chão”, criado em 1999, a fim de explorar possibilidades de movimentação aérea. Desde então, desenvolve projetos de pesquisa que incluem diálogos com outros artistas, cursos e oficinas direcionados a estudantes, artistas e interessados em práticas corporais e de criação; além  do trabalho de construção de intervenções, performances e espetáculos. O pensamento cênico da Companhia Suspensa vem operando sob a perspectiva de modificar as relações que estabelecemos com o mundo que nos cerca. Entendendo a arte como um campo aberto a leituras e diferenças, jogar com a estabilidade de nossos corpos: oferecer pulso aos objetos, suspender o chão, habitar o avesso do habitual. Sobre o ar – os pés – e todo um jogo infinito de limites, vertigens, estranhezas, deslocamentos e encontros.

Com seus trabalhos a Suspensa esteve em importantes festivais e eventos de artes cênicas como: FIT (Festival Internacional de Teatro de Belo Horizonte), FID (Fórum Internacional da Dança de Belo Horizonte), Bienal da Dança Sesc Santos ,Verão Arte Contemporânea (BH), Inhotim em Cena (Brumadinho -MG), Festival Internacional de Teatro de São José do Rio Preto, Festival Internacional de Teatro Goiania em Cena,  Festival Dança nos Ares - Sesc Pinheiros, Inverno Cultural de São João Del Rey/M.G, Seminário e Mostra de Dança da FAP (Faculdade de Artes do Paraná), Turnê Arte Verão nos SESCs Paulistas, Arte em Movimento Telemig Celular , Belo Horizonte/M.G;  Festival Unipar de Umuarama (PR), Festival UDI em Cena, Uberlândia/M.G, entre outros.
 

Espetáculos/ Instalações:
“Órbita” – 2013, Criação coletiva: Patricia Manata; Lourenço Martins Marques; Eid Ribeiro e Tuca Pinheiro.
Instalação coreográfica “Ela Vestida” – 2012; proposição inicial: Julia Panadés
“Enquanto Tecemos” - 2011, Colaboração Julia Panadés e Sérgio Penna
“Alpendre” 2010, Direção coletiva
“De Peixes e Pássaros” - 2008, Direção Tarcísio Ramos Homen
“Pouco Acima”- 2004 Direção Sérgio Penna e Ana Virgínia Guimarães.

Publicações:
1- Catálogo:  Marques, Lourenço et al. Sem os Pés no Chão. Belo Horizonte, 2007.54p. Inclui dvd. ISBN: 978-85-907052-0-8:    Publicação da pesquisa de linguagem coreografica e Improvisação da Companhia Suspensa durante o ano de 2006  2- Video Documentário com folder-encarte: Bellini Roberto e Campolina, Clarissa; Objeto de Vôo. Belo Horizonte, 2008. 30 min.- Vídeo documentário da pesquisa/projeto educativo “Objeto de Vôo” desenvolvido pela Companhia Suspensa e o físico Bernardo Zama com alunos do Instituto Libertas de Educação e Cultura.

Participação em outros eventos:
Interferências Brasil 2013: Encontro internacional de performance

Iberescena 2012 – “Seminário Cultural – Gestão de Grupos e Artistas: sustentabilidade e redes de colaboração”

Momentum 2008 e 2007 (improvisação em dança),  Improvisões 2007 (improvisação intermídia),
Residência com o grupo circence Inglês Scarabeus que resultou em performance apresentada no espaço CASA e no Festival Internacional de performance de BH,
Homenagem à Pina Bausch (Ciração coletiva da REDE de Cooperação Cultural Caminho das Artes  em homenagem à coreógrafa).

Prêmiações, Bolsas e indicações:

Prêmio Carequinha - Funarte para montagem de novo espetáculo – edital 2011

Prêmio Procultura de Produção Artística – Funarte - edital 2010

Prêmio Cena-Minas com o projeto "Casa em Obras"- 2010.

Prêmio/Bolsa Rumos Itaú Cultural com a pesquisa em dança "Alpendre" – 2010

Prêmio Carequinha-Funarte com o espetáculo "Alpendre"-2010
Indicação ao 3º prêmio USIMINAS-Sinparc – 2005 de artes cênicas com o espetáculo “Pouco Acima” como Melhor espetáculo, Melhor concepção coreográfica, melhor trilha sonora e melhor cenografia; tendo recebido o prêmio de melhor trilha sonora.

Prêmio Cena-Minas com o espetáculo "Pouco Acima"- 2004